quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Agressividade canina


Como orgulhoso dono de duas imensas rottweilers faz parte do meu cotidiano escutar frases como:

-Nossa ele não te morde?!

Ou mães  desesperadas que só faltam arrancar os braços dos filhos pra que eles nem se aproximem das minhas cadelas.

Ok o medo e até compreensível se tratando de um cão de quase sessenta quilos ,mas será mesmo que todo cão de raças como pitbull,rottweilwer,doberman etc, são perigosos? A resposta é bem simples:

NÃAOOOOOOOOOOOO

É claro que algumas raças tem certa “predisposição” a serem mais territorialistas ou desconfiados, por terem sido desenvolvido para serem cães de guarda,mas também é claro que com um bom adestramento, amor  dedicação e cuidados tudo se resolve, e nem só a raça determina a agressividade  de um  cão.

Os especialistas dacão cidadão (www.caocidadao.com.br)separam alguns tipos de agressividade:


Agressividade territorial

 Normalmente, um cão fica mais agressivo no território dele, para defendê-lo. Muitos cães aceitam um outro cão quando estão em espaço neutro, mas passam a atacá-lo se ele entrar no território deles ou ameaçar entrar.


Agressividade possessiva

 Manifesta-se quando alguém se aproxima de um objeto, de um animal ou de uma pessoa de quem o cão tem “ciúmes”. Ocorre, por exemplo, quando ele está com algo que considera valioso, como um osso com pedaços de carne. Acontece também quando uma visita abraça ou cumprimenta o dono do cão.


Agressividade por medo ou dor

 Às vezes, para se defender, o cão acuado pode atacar o agressor. Ou, ameaçá-lo mostrando os dentes e rosnando, para evitar que chegue perto demais. Um cão com dor, por medo de que um outro bicho ou uma pessoa se aproveite dessa vulnerabilidade, tende a ser agressivo. Esse é o principal motivo que leva cães atropelados a atacar a pessoa que tenta socorrê-los.


Agressividade por dominância

Serve para mostrar quem manda. Costuma acontecer quando é questionada ou contrariada a dominância de um cão que se considera líder do grupo.


Bjs e até a proxima!

5 comentários:

  1. Eu sempre gostei de cachorrões e já tive uma rottweiller, o problema é que eu só tinha gatos antes disso e não aguentei tanta travessura (destruição). É importante adestrar para que eles sejam obedientes, mas o mais importante é dar muito amor e fazer exercícios com eles!
    Beijos
    Laís

    ResponderExcluir
  2. Na verdade eu gosto muito de pit bulls, não vejo nada de ruim a não ser quando se trata de um exemplar atípico ou de falta de manejo como foi dito aqui no post. Mas eles são cães lindos!! Gostei do post, bem informativo!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Acho que a criação influência bastante. Criando com amor, edicando e adestrando fica bem mais fácil. beijos

    ResponderExcluir
  4. Concordo com eva, o cão reflete muito da criação, do seu dono.bjs

    ResponderExcluir
  5. Sem dúvida! Esta é a velha questão das ditas "raças perigosas". Cada animal reflete o modo como é educado pelos donos. Bom fds!

    ResponderExcluir

Adoramos a visita, volte sempre!!!